Viajante



Não vou para parte alguma, enquanto os meus pés se colarem à terra onde nasci.
Apenas o meu coração viaja, em mundos que já não existem e outros que se dissipam entre os meus dedos finos.
Sempre tive a noção do que queria e não quis mais do que poderia ter,
Não tenho de tolerar os maus corações, que em toda a vida vou encontrar,
Porque o tempo é demasiado curto para os sonhos que guardamos em nós,
E a terra é a passagem dos amores tiranos.
Voarei sem ti, porque as minhas asas têm mais vontade de voar que as tuas,
Porque a palavra saudade está escrita na minha pele,
Porque tudo o que de mal se cravou em mim, um dia há - de partir.
Por isso sei que o tempo será meu amigo, e tu serás apenas «alguém»,
Alguém que deixei para trás, tal como o meu coração desamparado me deixou agora.

Ana Brinca

Ana Brinca

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

1 comentário:

Enjoy. Com tecnologia do Blogger.

Sobre

Ana Brinca Atriz

Popular Posts

Search This Blog

Translate